sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Invasão Zumbi | Críticas de Cinema – Efrem Pedroza


Direção: Sang-Ho Yeon

Elenco: Gong Yoo, Yumi Jung, Dong-seok Ma

Gênero: Ação, Terror


        Ah, os filmes de zumbis... Particularmente, adoro o gênero! Até quando é ruim, é bom (na realidade nem sempre). Sem contar uma série televisiva de zumbis, que gosto muito, mas que tá precisando manter maior equilíbrio entre primeiro episódio, o meio e o fim. Bom, não é o caso agora. Só sei que o último filme do gênero que me conquistou foi o "Guerra Mundial Z", que perto deste, realmente parece brincadeira de criança. Por falar em brincadeira de criança, os coreanos brincaram direitinho, mas brincaram sério! Estou falando de "Invasão Zumbi" (Train to Busan).




        A história é simples... Quando um vírus zumbi explode em plena Coréia do Sul, um casal de passageiros luta para sobreviver em meio a viagem de trem que estão fazendo de Seul a Busan.
        Sim, nenhuma novidade quanto à história, mas com personagens marcantes e bem diferentes do que costumamos ver nos blockbusters americanos. Em "Invasão Zumbi" a câmera abusa dos close-ups e planos detalhe, rasgando e expondo, sem piedade, todo o lado interior e aterrorizado de cada personagem do longa.




        Muitas pessoas compararão "Invasão Zumbi" a "Guerra Mundial Z" por conta das sequências caóticas de perseguição e fuga, porém muito bem realizadas e com uma fotografia extremamente competente. A computação gráfica peca em alguns momentos porque, óbvio, não há como comparar o caminhão de dinheiro que os americanos esbanjam para produções desse tipo com o que a Coréia do Sul dispõe. Um feito enorme, mediante todo poderio da indústria cinematográfica hollywoodiana.  




        Com um cenário claustrofóbico e, sim, zumbis que correm, o longa mostra não somente a luta pela sobrevivência, como as diversas camadas que separam pessoas por classe social. Nada muito complexo, mas interessante o suficiente para apontar um caminho... Que os personagens só conseguirão se garantir vivos se unirem forças, independente de qualquer outra coisa. 




        Por fim, "Invasão Zumbi" tem como maior destaque justamente o fato de não inovar, mas respeitar um gênero tão desgastado no cinema e realizar com muita competência um filme autêntico. Meu coração, que sempre teve como número um o sensacional "Madrugada dos Mortos", acaba de ceder este lugar a um "novo" filme... E ele não é americano. É sul-coreano!




Nota: 5,0

O critério de notas é estabelecido da seguinte forma:

0,0 = péssimo
1,0 = ruim
2,0 = regular
3,0 = bom
4,0 = ótimo
5,0 = excelente



REVISTA TURMA DA MÔNICA JOVEM’ COMEÇA 2017 DE CARA NOVA: PUBLICAÇÃO REINICIA DO NÚMERO 1 COM NOVO LAYOUT


        Após centésima edição icônica, a revista da PANINI que é referência no segmento mundial de quadrinhos inaugura uma nova fase e ganha uma nova identidade visual que inclui reestilização do logo, reposicionamento dos elementos fixos da capa, como os selos e a assinatura do Mauricio de Sousa, e alcança as capas internas que passam a ter um outro tratamento no traço e cor. Para marcar a estreia da nova etapa, a revista mensal Turma da Mônica Jovem terá sua numeração reiniciada desde o número 1 – a ideia é prestigiar toda uma nova geração de leitores, proporcionando a oportunidade de começarem sua coleção a partir da tão estimada primeira edição. A nova revista começa a chegar às bancas de todo o País a partir de 30 de dezembro com 132 páginas por R$8,50.




        A nova fase da revista Turma da Mônica Jovem assinala a introdução de novos conteúdos às temáticas já presentes nas histórias dos adolescentes Mônica, Cebola, Cascão, Magali e toda a galera do Limoeiro. Mas essa mudança não afeta a cronologia e, nesta primeira edição, a história ...te amo pra sempre! prossegue acompanhando de perto o relacionamento dos protagonistas Mônica e Cebola. Finalmente, eles reatam o namoro. Tudo está indo maravilhosamente bem, até o Cebola receber uma correspondência que pode mudar tudo, e o que era lindo pode virar um pesadelo. Mas qual será o conteúdo dessa carta que deixou o rapaz tão preocupado?

        Com relação às mudanças que caracterizam a nova identidade visual da publicação, a renovação foi expressiva:

• Logotipo TMJ reestilizado;
• Novo design da capa com os selos posicionados na parte inferior da revista e a assinatura do Mauricio no alto, à direita, reforçando o posicionamento de marca e chancela de qualidade da produção dos estúdios MSP;
• Capas internas têm desenhos com tratamento em lápis e na cor CYAN (não mais em PB);
• Novo layout das páginas frequentes em todas as edições como: índice, folha de rosto, Fala Mauricio e expediente;
• Galeria de imagens com esboços das artes da edição na última página, onde até então havia instruções sobre a direção de leitura da revista – que, apesar do estilo inspirado nos mangás, é lida da maneira ocidental.

Sobre a revista Turma da Mônica Jovem 

A publicação em quadrinhos estilo mangá que conduziu o universo dos personagens criados por Mauricio de Sousa à adolescência revolucionou o mercado brasileiro e tornou-se o maior sucesso editorial do segmento nos últimos trinta anos. Para marcar 100 edições de muito sucesso, no centésimo número foi contado mais um capítulo inesquecível da trajetória desta relação que por décadas se desenvolve nos quadrinhos brasileiros – Mônica e Cebola. Eles cresceram, namoraram e até o casamento deles já foi visto num futuro não tão distante. Mas, nas idas e vindas do amor, já estavam separados há um bom tempo. Enquanto ela teve um longo namoro com o Do Contra, ele nunca desistiu de reconquistá-la. Agora, porém, um visitante extraordinário quis dar uma ajudinha para o destino se concretizar. O futuro desse relacionamento veio – literalmente – bater à porta.

Obrigado pela companhia, leitor. E bom divertimento neste momento mágico de reaproximação (de novo) dos nossos jovens enamorados Mônica e Cebola, agora se aproximando da idade adulta (...) O que virá? Afinal... Em um futuro próximo, depois do rito de passagem da juventude para a idade adulta, tudo pode acontecer com nossa turma jovem. E não tenham dúvida que tudo vai acontecer mesmo”, comenta Mauricio de Sousa no texto que encerrou a edição nº100.


“A Turma da Mônica Jovem foi uma das grandes apostas do Estúdios Mauricio de Sousa com a editora PANINI. Uma publicação inovadora que permitiu a expansão do universo de personagens clássicos das HQs brasileiras e promoveu uma aproximação ainda maior com os leitores. Com características mais realistas, mais dinâmicas e conectadas, os personagens vivenciam este mundo globalizado e tecnológico e passam por situações idênticas às dos jovens de hoje. Abrindo espaço para diferentes abordagens e temas, a inovação dessa revista é ainda maior: novo traço em páginas PB e aplicação de retícula que, além de influenciarem uma geração de fãs e seu comportamento, estimulando a leitura e o conhecimento, contribuem também para sua orientação cultural. E tudo isso sem perder a essência daqueles personagens criados há mais de 50 anos pelo Mauricio de Sousa. Temos certeza que a 100ª edição da revista Turma da Mônica Jovem foi uma daquelas que entra para a história do segmento, sinalizando que o sucesso do mercado de quadrinhos atual se confunde com o próprio sucesso dessa publicação”, declara Márcio Borges, diretor Comercial, de Marketing e Publicações da PANINI. “Edições icônicas da Turma da Mônica Jovemcomo a nº 1, nº 4, nº 34 e nº 50 tiveram juntas cerca de 2 milhões de exemplares vendidos”, complementa o executivo. 


FICHA TÉCNICA

REVISTA TURMA DA MÔNICA JOVEM nº 1
Te Amo para Sempre!
Revista em estilo mangá
Capas coloridas 
Miolo PB
132 páginas
160 x 213 mm
Mensal
R$ 8,50
Distribuição nacional
Lançamento 30/12/2016

Site oficial da revista Turma da Mônica Jovem http://revistaturmadamonicajovem.com.br/ 
Facebook http://www.facebook.com/revistaturmadamonicajovem
Twitter http://twitter.com/revistadaturma
Preview da edição: http://www.revistaturmadamonicajovem.com.br/magali-cascao/preview-edicao/preview-da-edicao-173595-1.asp






sábado, 24 de dezembro de 2016

COLEÇÃO STAR WARS JEDI MASTER COM DIVERTIDAS MINIATURAS DA PANINI


COLEÇÃO STAR WARS JEDI MASTER COM DIVERTIDAS MINIATURAS
 ABATONS® RETORNA ÀS BANCAS EM SP E RJ EM CARTELA ESPECIAL



 Kit com 5 envelopes contendo um minilivro e uma miniatura Abatons® sai por R$ 9,90
Para alegria dos fãs que estão ansiosos para completar (ou iniciar!) sua coleção de miniaturas Star Wars, lançada com grande sucesso em fevereiro, a PANINI traz uma oportunidade imperdível: já está em todas as bancas nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro a cartela especial Star Wars Jedi Master com Abatons®, que reúne 5 minilivros Star Wars Jedi Master e traz de brinde para o colecionador 5 miniaturas Abatons® por apenas R$ 9,90. São 63 volumes de minilivros e 60 modelos de miniaturas para colecionar. Luke, Leia, Yoda, Darth Vader, Stormtrooper, Darth Maul e muitos outros estão reproduzidos fielmente em miniaturas que podem ser empilhadas e se transformam em um divertido jogo de totens (mais detalhes abaixo).

Cartela Promocional Panini Star Wars Jedi Master com Abatons®

Composição:
5 envelopes contendo no total 5 minilivros Star Wars Jedi Master +  5 Abatons® Star Wars grátis
Distribuição: São Paulo e Rio de Janeiro
Preço: R$ 9,90


Sobre a coleção Star Wars Jedi Master

PANINI lança com exclusividade mais uma coleção que já é febre nas bancas: os minilivros Star Wars Jedi Master, que reúnem informações sobre os sete episódios da saga cinematográfica e vêm acompanhados de miniaturas Abatons que vão enlouquecer os aficionados pela franquia. São 9 minilivros de cada episódio, totalizando 63 volumes repletos de informações sobre os filmes, os personagens e muito mais. Os Abatons, uma novidade no Brasil, são miniaturas de cerca de 3cm que reproduzem fielmente as feições de cada personagem, em 60 modelos diferentes. Os envelopes trazem um minilivro de 16 páginas tamanho 6,3 x 8,9cm junto com um Abatons grátis.

Star Wars: O Despertar da Força estreou nos cinemas e os fãs já podem conhecer nesta coleção todos os segredos sobre o filme mais aguardado das últimas décadas. Os 63 minilivros chegam repletos de informações sobre os sete episódios da saga Star Wars, incluindo a mais nova produção: são curiosidades, dados dos planetas, naves, seres, guerras, lordes sith e cavaleiros e mestres jedi que fizeram história pela galáxia. A publicação também reúne inúmeros passatempos para que os leitores descubram de forma divertida a saga que conquistou, conquista e vai continuar conquistando muitos fãs pelo mundo inteiro: Star Wars! Ao reunir os nove minilivros de cada episódio, o colecionador descobre surpresas e ainda se inspira com as frases marcantes estampadas nas capas.


   
  

Abatons exclusivos

         
Imagens: Abatons Yoda, Princesa Leia, Luke e Stormtrooper

Cada envelope com um minilivro da coleção Star Wars Jedi Master da Panini traz uma miniatura-surpresa Abatons como brinde. São 60 modelos de Abatons no total. As miniaturas são uma réplica perfeita da cabeça de cada personagem da saga Star Wars, sendo 40 coloridos e 20 especiais em dourado, transparente azul e transparente branco. Entre os 40 Abatons coloridos, 30 são personagens clássicos e 10 representam protagonistas do novo filme Star Wars: O despertar da força.

Dado seu formato plano nas extremidades superior e inferior, os Abatons pode ser empilhados e formar um totem, que nas brincadeiras e disputas adquirem habilidades únicas e especiais dependendo da sua composição de personagens e tipos de acabamento.

A coleção pode ser encontrada em bancas, revistarias e lojas de conveniência através de envelopes avulsos e kits promocionais. Os kits contêm, além dos minilivros e Abatons, sacolas para guardar a coleção e plataformas que permitem montar totens e estruturas variadas (detalhes na ficha técnica abaixo).

“A coleção Star Wars Jedi Master resultou de uma notável combinação entre a expertise internacional da Panini em produtos editoriais com sua liderança e tradição em colecionáveis, criando um produto inovador que une minilivros cheios de informação e curiosidades acompanhados de divertidas miniaturas Abatons”, comenta Marcio Borges, diretor Comercial, de Marketing e Publicações da empresa. “Mais uma vez a Panini traz novidades e inovação para o colecionador”, complementa o executivo.



Personagens
Abatons clássicos: Ben Kenobi, Darth Maul, Chewbacca, Anakin Skywalker, Jar Jar Binks, Watto, Guarda Imperial, General Grievous, Boba Fett, Wicket, Lando Calrissian, Luke Skywalker, Yoda, Imperador, Princesa Leia, Darth Vader, C-3PO, Snow Trooper, Jango Fett, Jawa, Han Solo, Stormtrooper, Clone Trooper, Bossk, Bib Fortuna, Wampa, Oficial Imperial, Obi Wan Kenobi, Cantina de Mos Eisley, R2-D2

Abatons Star Wars – O despertar da força: Stormtrooper (novo), Finn, Poe, Snow Trooper (novo), Rey, Kylo Ren, BB-8, Capitão Phasma, Flame Trooper, Poe com capacete.

Abatons especiais: Transparentes azuis – Ben Kenobi, Darth Maul, Anakin Skywalker, Yoda, Imperador, Princesa Leia, Darth Vader, Obi Wan Kenobi. Transparentes brancos – Snow Trooper, Stormtrooper, Clone Trooper, Wampa, R2-D2. Dourados – Boba Fett, Darth Vader, C-3PO, Snow Trooper, Stormtrooper, Clone Trooper.

Minilivros Star Wars Jedi Master (1 a 63)
Formato: 63 x 89mm
Estrutura: 16 páginas
Capa e miolo: Couche 90g + 4 x 4 cores
Preço do Envelope: R$ 5,90
Composição do Envelope: 1 minilivro + 1  Abatons (grátis)
Lançamento: fevereiro/2016
Distribuição: Nacional








sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Sing - Quem Canta Seus Males Espanta | Críticas de Cinema – Efrem Pedroza


Direção: Garth Jennings

Elenco: Matthew McConaughey, Reese Whiterspoon, Scarlett Johansson

Gênero: Animação, Comédia


          Esqueça "The X Factor", "The Voice", "SuperStar", "American Idol", entre outros. O papo aqui é outro... E confesso que é melhor que qualquer um desses reality shows musicais. Estamos falando de "Sing - Quem Canta Seus Males Espanta", a nova animação da Illumination, a mesma de "Meu Malvado Favorito", "Minions" e o último e excelente "Pets".   


          Tudo começa com a ideia do coala "Buster" de tentar sair da pindaíba, ganhando mais dinheiro com seu velho teatro criando uma competição de canto. O torneio move todo mundo na tentativa de vencer o prêmio de US$ 100 mil dólares, além de, claro, revelar inúmeros talentos.
          O diretor Garth Jennings se preocupa aqui em entregar momentos hilários e totalmente sem compromisso com mensagens "cabeça, apesar de em alguns momentos forçar um pouco neste quesito. 


          Talvez o único ponto em que podemos tirar alguma lição desta animação seja o fato de "quem canta realmente os males espanta", mesmo com um protagonista pouco contundente. De uma forma ou outra se as crianças não curtirem o talento de um dos personagens, logo em seguida temos outro e mais outro que com certeza irá conquistá-las.  


          Um ponto não muito legal do longa é o fato de em quase duas horas de filme, a animação se torna um pouco arrastada. Se fosse um pouco mais enxuta, tornaria a trama (que é bem clichê) em algo mais coeso, apesar de ainda assim ser bem previsível.  


          A Illumination Entertaiment já provou que é uma grande produtora de animações para o cinema, mas precisa de alguma forma se provar em algum campo. Do que vi até hoje, acho que se encaixa perfeitamente ao puro entretenimento, nada eloquente como as animações da Disney-Pixar, mas o suficiente para garantir de forma competente as risadas de pais e filhos. 



Nota: 3,0

O critério de notas é estabelecido da seguinte forma:

0,0 = péssimo
1,0 = ruim
2,0 = regular
3,0 = bom
4,0 = ótimo
5,0 = excelente



quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Rogue One – Uma História Star Wars | Críticas de Cinema - Efrem Pedroza


Direção: Gareth Edwards

Elenco: Felicity Jones, Diego Luna, Ben Mendelsohn, Forrest Whitaker

Gênero: Ficção Científica, Aventura, Ação


          Separada de seu pai, Galen (Mads Mikkelsen) que é escalado para trabalhar na construção da arma mais letal do Império, a Estrela da Morte, Jyn Erso (Felicity Jones), ainda criança, é criada por Saw Gerrera (Forest Whitaker). Anos se passam, e já adulta, Jyn é encontrada na prisão pela Aliança Rebelde que deseja descobrir uma mensagem deixada por seu pai a Gerrera. Na esperança de ser libertada, Jyn passa a trabalhar com o capitão Cassian Andor (Diego Luna) e o robô K-2SO. 



          "Rogue One – Uma História Star Wars" ocorre pouco antes dos acontecimentos mostrados no episódio quatro e de cara adianto uma coisa... O oitavo longa-metragem da franquia é um requinte em todos os momentos. Amei assistir "Star Wars - O Despertar da Força" e digo que "Rogue One" veio para literalmente fazer bonito!
          É impressionante, mas arrisco dizer que este é de longe o filme com mais ação de toda a franquia. Combates espetaculares e muita, muita ação. O clima de aventura também não fica para trás e empolga a cada momento. Digo a cada momento mesmo! Afinal, é muito bem amarrado em relação a suas principais ligações com todo o universo de Star Wars criado por George Lucas. 



          A protagonista feminina, assim como em "O Despertar da Força" com Rey, é fundamental para a trama, mas o universo em torno dos demais personagens é tão interessante que conseguem atrair a nossa atenção sem que os demais se tornem apenas elementos "orbitantes" de uma história.



          Repleto de situações cômicas muito boas, nada do que é apresentado estabelece algum desequilíbrio no filme. Pelo contrário, é bom! Faz você rir sem exageros, mesmo sendo um longa mais obscuro que os demais da franquia. 



          Os efeitos especiais aqui são excelentes como sempre manda a pedida de Star Wars. Quase que uma obrigação e muito bem executada. Por fim, e não menos importante, ele, Darth Vader. Sim, ele aparece bem pouco na realidade, mas o suficiente para fazer todo mundo no cinema ficar simplesmente alucinado. Sinceramente eu tinha medo que ocorresse o que aconteceu com o Coringa de Jared Leto em "Esquadrão Suicida". Venderam, venderam, venderam e decepcionaram. O que eu imaginava e queria muito era justamente isso. Um pouco de Vader nos trailers e um pouco no filme, mas de forma impactante... BINGO! Sinceramente não sei mais o que escrever sobre o filme. A única coisa que direi é "VÃO! VÃO AO CINEMA"! Já fui ao cinema e vou conferir uma segunda vez nas telonas... Uma verdadeira homenagem aos fãs! 



Nota: 5,0

O critério de notas é estabelecido da seguinte forma:

0,0 = péssimo
1,0 = ruim
2,0 = regular
3,0 = bom
4,0 = ótimo
5,0 = excelente



terça-feira, 13 de dezembro de 2016

PANINI e NBA lançam álbum de figurinhas oficial da liga no Brasil



                                                    NBA E PANINI LANÇAM ÁLBUM DE

FIGURINHAS OFICIAL DA LIGA NO BRASIL

  Imagem: capa do livro ilustrado oficial NBA 2016-2017



Livro ilustrado será lançado no dia 6 de janeiro e terá 443 cromos, entre eles os dos nove atletas brasileiros, e páginas duplas de cada uma das 30 franquias. Fãs vão encontrar informações de equipes e jogadores, e momentos importantes da liga, além de colecionar cards exclusivos
Rio de Janeiro (RJ) - O ‘melhor basquete do mundo’ está chegando às bancas. A NBA (National Basketball Associatione a PANINI, líder mundial em colecionáveis, lançam no dia 6 de janeiro de 2017, o livro ilustrado oficial NBA 2016-2017, álbum que vai reunir os principais astros da liga em uma exclusiva coleção de figurinhas. Dentro do livro, que traz todas as 30 franquias da liga e seus principais nomes, os fãs vão encontrar curiosidades, estatísticas, relembrar momentos da última temporada, informações sobre os seus ídolos e muito mais. Ao todo, serão 443 cromos adesivos, com 99 figurinhas metalizadas e outras 17 com efeito de desenho. O produto estará à venda nas principais bancas, na NBA Store (BarraShopping) e pelo site da Panini (www.panini.com.br) com preço sugerido de R$ 6,90 (livro ilustrado), e o envelope com cinco cromos sai a R$ 1,50.

Seis jogadores estampam a capa do álbum: LeBron James (Cleveland Cavaliers), Stephen Curry (Golden State Warriors), Karl-Anthony Towns (Minnesota Timberwolves), James Harden (Houston Rockets) e os brasileiros Anderson Varejão (Golden State Warriors) e Raul Neto (Utah Jazz). Na quarta capa, estão Damian Lillard (Portland Trail Blazers), Kawhi Leonard (San Antonio Spurs), Jimmy Butler (Chicago Bulls), Anthony Davis (New Orleans Pelicans), Carmelo Anthony (New York Knicks) e Chris Paul (Los Angeles Clippers). Nas 72 páginas do livro ilustrado oficial NBA 2016-2017, cada equipe estará representada por duas páginas do álbum caracterizadas pelas cores oficiais da equipe, que reúnem figurinhas de jogadores, logos oficiais e seus uniformes principais, além das estatísticas de cada time na última temporada (2015-2016).

Entre os 443 cromos da coleção, estão os maiores nomes da NBA como LeBron James, Stephen Curry, Kevin Durant, James Harden, Dwyane Wade e Carmelo Anthony, entre outros, além dos nove jogadores brasileiros - Anderson Varejão (Golden State Warriors), Bruno Caboclo e Lucas ‘Bebê’ Nogueira (Toronto Raptors), Tiago Splitter (Atlanta Hawks), Cristiano Felício (Chicago Bulls), Leandrinho Barbosa (Phoenix Suns), Marcelinho Huertas (Los Angeles Lakers), Raulzinho Neto (Utah Jazz) e Nenê Hilário (Houston Rockets).

Dentro do álbum, os fãs vão encontrar espaços especiais dedicados a momentos marcantes da liga, como partidas e marcas importantes, a rodada de Natal, o All-Star Game Toronto 2016, os jogadores que receberam prêmios individuais, destaques do Draft 2016, informações sobre divisões e conferências, os confrontos de playoffs e uma página especial do Cleveland Cavaliers, que conquistou o inédito título ao vencer o Golden State Warriors por 4 a 3 numa série épica. Além disso, um encarte exclusivo com o perfil dos brasileiros e um breve histórico da NBA no Brasil.

“Estamos chegando ainda mais perto dos fãs da NBA. Colecionar álbuns, hoje, não é mais um passatempo exclusivo de crianças, é uma brincadeira em família, para fãs de todas as idades, e vimos isso nos últimos eventos que o país sediou, como os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo. Além de colecionar figurinhas dos principais astros da liga, dos maiores ídolos do basquete, estamos planejando também promover encontros entre os colecionadores e valorizar ainda mais essa paixão que combina basquete e figurinhas”, disse Sérgio Perrella, Diretor de Licenciamento e Varejo da NBA no Brasil.

“O basquete atrai cada vez mais fãs por todo o Brasil e o crescente interesse pela NBA, a maior liga profissional da modalidade no mundo, vem sendo ainda mais expressivo nos últimos anos impulsionado pela dinamicidade das mídias digitais e pela interação entre os seguidores nas redes sociais. Temos plena convicção que o lançamento do livro ilustrado oficial NBA 2016-2017 será efusivamente celebrado pelos torcedores que vão vibrar ainda mais com o destaque que a publicação confere aos atletas brasileiros presentes na liga, representados tanto na capa da publicação quanto no encarte especial que integra seu conteúdo”, comenta José Eduardo Severo Martins, diretor presidente da Panini Brasil. 

Acompanhando o lançamento, NBA e Panini prepararam uma surpresa para os colecionadores, que terão também a opção de adquirir kits de figurinhas com cards oficiais da coleção americana da NBA especialmente selecionados para o público brasileiro, cards* estes que serão distribuídos aleatoriamente como brindes nos kits especiais (Kit 1 R$ 51,90: 30 envelopes de figurinhas + álbum + 3 cards grátis, Kit 2 R$ 62,90: 85 envelopes de figurinhas + 3 cards grátis e Kit 3 R$ 74,00: 80 envelopes de figurinhas + 1 álbum + 3 cards grátis) promocionais disponíveis em quantidades limitadas no site oficial da editora www.torcidapanini.com.br, nas principais livrarias e na NBA Store (BarraShopping).

Os cards apresentam diferentes conteúdos e os fãs poderão encontrar modelos especiais e bastante raros, como os cromados, versões que possuem pedaços de tecido dos uniformes oficiais usados por jogadores, ou ainda com autógrafos autênticos, assinados de próprio punho pelos astros da NBA. Itens de colecionadores!

* Os cards NBA 2016-2017 encontrados nos kits promocionais são caracterizados como brindes, distribuídos aleatoriamente e não fazem parte da coleção oficial de figurinhas NBA lançada pela Panini Brasil. Não será possível solicitar cards faltantes pelo serviço de atendimento ao colecionador Panini, apenas figurinhas do álbum.


FICHA TÉCNICA 

Livro Ilustrado Oficial NBA 2016-2017
Formato do livro ilustrado: 
232 x 287mm 
Estrutura: capa + 72 páginas 
Capa: Triplex 250g + 4x4 cores 
Miolo: LWC 60g+ 4x4 cores 
Preço do livro ilustrado: R$ 6,90 
Preço do envelope com 5 figurinhas: R$ 1,50
Lançamento: a partir de 06/01/2017 
Distribuição: principais praças (Grande SP e Grande Rio)

Cromos autoadesivos 
Total: 443 figurinhas, sendo 99 especiais (foil metalizadas)

KITS PROMOCIONAIS 
(Quantidades limitadas) 

Kit PANINI NBA 1 – 30 envelopes + álbum + 3 cards (disponível nas principais livrarias)
Contém: livro ilustrado + 30 envelopes + brinde (grátis): 3 cards aleatórios/degustação*
Preço: R$ 51,90
Lançamento: 07/01/2017

Kit PANINI NBA 2 – 85 envelopes + 3 cards (disponível online no site www.torcidapanini.com.br)
Contém: 85 envelopes + brinde (grátis): 3 cards aleatórios/degustação*
Preço: R$ 62,90 
Frete grátis
Lançamento: 07/01/2017

Kit PANINI NBA 3 – 80 envelopes + álbum + 3 cards (disponível online no site www.torcidapanini.com.br)
Contém: livro ilustrado + 80 envelopes + brinde (grátis): 3 cards aleatórios/degustação*
Preço: R$ 74,00 
Frete grátis
Lançamento: 07/01/2017



Imagens: cromos integrantes do livro ilustrado oficial NBA 2016-2017


 Imagens: página do livro ilustrado oficial NBA 2016-2017


A NBA é uma empresa global de esportes e mídia construída ao redor de três ligas de esportes profissionais: a NBA, a WNBA (liga feminina) e a D-League (liga de desenvolvimento da NBA). A liga se estabeleceu internacionalmente com a presença escritórios em 13 mercados pelo mundo, jogos e programação em 215 países e territórios em 49 línguas, e produtos oficiais da NBA à venda em mais de 125 mil lojas de 100 países em seis continentes, entre elas a NBA Store Rio, primeira loja física da América Latina, inaugurada em setembro deste ano, no BarraShopping (Rio de Janeiro).

Para mais informações, siga o perfil brasileiro da NBA nas redes sociais: Facebook.com/NBABrasil, Instagram.com/NBABrasil e Twitter.com/NBABrasil





quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

A Última Ressaca do Ano | Críticas de Cinema – Efrem Pedroza


Direção: Will Speck, Josh Gordon

Elenco: Jennifer Aniston, Jason Bateman, T.J. Miller, Olivia Munn, Jamie Chung

Gênero: Comédia


          Sabe aquela festa de final de ano da empresa em que você e todo mundo bebe ao ponto de parecer "cachorro quando cai do caminhão de mudança"? E aquele colega que dá vexame perante "chefes" e a galera inteira do trabalho? Pois é... Em "A Última Ressaca do Ano" temos todos esses elementos, só que em nível nonsense total. 



          O filme conta a história de dois irmãos, Clay (T. J. Miller) e Carol (Jennifer Aniston) que travam uma disputa acirrada pelo controle da empresa do pai recentemente falecido. Sob ameaças da irmã que é CEO da empresa, o até então presidente da companhia, Clay, resolve pedir a ajuda de Josh (Jason Bateman) para que organize uma super festa de final de ano, ou Natal (até porque o título em inglês é "Office Christmas Party") para impressionar um novo cliente que pode ser o trunfo que garantirá seu cargo. 
          Apesar de em diversos aspectos o filme lembrar, e muito, "Se Beber não Case", a história tem um bom roteiro e entretém, mesmo com suas situações bem exageradas.



          O elenco é bom e consegue manter o ritmo do filme que parecia ser bem pior do que aparentava e mesmo com textos não muito inspirados para um filme do gênero, ainda dá para assistir e se divertir. 



          Uma comédia de natal diferente do que estamos cansados de ver todo final de ano, repleta de clichês e referências, sim, mas que poderia ser um pouco mais engraçada ao invés de exagerada.




          Pelo menos não seremos obrigados a ver mais um filminho de Natal daqueles que dão até desânimo. Tudo bem que filmes com temática natalina não são lá grande coisa mesmo, mas a fusão de elementos que remetem a outras comédias bem sucedidas e o elenco deste filme são o suficiente para garantir de forma bem humorada o nosso final de ano. É, tá bom para esse ano que se encerra. 



Nota: 3,0

O critério de notas é estabelecido da seguinte forma:

0,0 = péssimo
1,0 = ruim
2,0 = regular
3,0 = bom
4,0 = ótimo
5,0 = excelente